Verdade ou mito? Adega climatizada gasta muita energia?

é verdade que adega climatizada gasta muita energia

A adega climatizada é o sonho de muitos apreciadores de vinhos. Imagina você tendo disponível a qualquer momento uma garrafa na temperatura ideal para ser servida sempre que desejar?

É isso que muitos querem, no entanto, poucos realmente procuram satisfazer suas vontades, acreditando que esse armazenamento gera mais despesa que prazer.

Se você acredita que manter uma adega funcionando dentro de casa vai aumentar muito a sua conta de energia, então acompanhe esse artigo, pois abaixo vamos mostrar como esse aparelho funciona, detalhando sobre o gasto com o consumo de eletricidade.

Confira!

Adega climatizada é um bom negócio?

Em outro artigo você descobriu que existem dois tipos de adegas: a de placa e a com compressor.

Esse último modelo funciona a base motor, como é a geladeira tradicional. Mas apesar de possuir baixa taxa de manutenção e ser bastante durável, é ideal para regiões mais quentes, já que a temperatura do ambiente externo não influencia no seu resfriamento.

Por ser assim, elas podem gerar custos extras, por gastarem mais energia se comparado às adegas de placas. Além disso, o nível de ruído também é considerado mais elevado.

Já as adegas de placas, conhecidas também como termoelétricas, contém um sistema que absorve o calor interno por meio das placas de cerâmicas acopladas no seu interior.

Consequentemente, elas expelem o calor de volta à parte de fora, sofrendo assim, variação e influência direta com o lado externo.

adega climatizada gasta muita energia

Apesar de ser um aparelho que fica ligado à tomada, consumindo a energia da sua casa, esse modelo se torna muito mais econômicos que a adega com compressor.

O consumo de uma adega elétrica é em torno de 31 kWh por mês. Ou seja, se você mora com mais uma pessoa e ambas costumam tomar banho por 15 minutos cada ao dia, o seu consumo será de 80 kWh no mês. Maior que o armazenamento de vinho.

Para ficar mais claro, vamos dar um exemplo: se você mora em uma cidade grande, como São Paulo (que tem a tarifa mais cara do Brasil), o seu consumo deve ficar cerca de 160 kWh ao mês.

Com a instalação da adega climatizada de placa, o custo extra será de 31 kWh.

Sendo assim, o valor adicional na sua conta será entre R$ 16,00 e R$17,00 por mês, dependendo da bandeira da tarifa.

Com isso, é possível perceber o custo-benefício desse modelo, se tornando viável e vantajoso para quem quiser manter suas garrafas de vinhos climatizadas e prontas para serem servidas. Isso ajuda a melhorar a qualidade do sabor e a conservar a bebida.

Como economizar ainda mais com a adega elétrica?

Existem algumas dicas simples que você pode seguir para obter uma economia ainda maior ao comprar sua adega, tais como:

  • instale a adega em um local longe da luz solar e da luz elétrica forte;
  • evite abrir e fechar a porta do aparelho a todo momento, sem necessidade;
  • compre um modelo que contenha luz de LED, pois ela ajuda a economizar e você pode escolher a garrafa sem deixar a porta por muito tempo aberta e;
  • faça uma manutenção regular.

Adega climatizada pode trazer muitas vantagens, mas é importante ressaltar que ela deve ficar constantemente ligada na tomada, pois ligar e desligar pode queimar alguma peça, danificando o seu bom funcionamento.

Se sua adega apresentar variação de temperatura ou qualquer problema, então entre em contato com RJ Assistência Técnica e agende uma visita.

Topo