Ar condicionado inverter ou convencional? Aprenda como escolher

Você conhece as diferenças entre os aparelhos de ar condicionado inverter e o convencional? A olho nu é praticamente impossível percebê-las, mas o conforto do ambiente e a economia na conta de luz podem ser pontos importantes para te ajudar no momento de optar por um desses dois campeões de venda.

E justamente por serem tão parecidos em alguns detalhes, listamos abaixo algumas das principais diferenças entre os dois equipamentos. Com essas informações em mente, bater o martelo e escolher o melhor aparelho para você e sua família vai ficar ainda mais fácil.

Diferenças entre um ar condicionado inverter e um convencional

De entrada vale a pena perceber que não existe nenhuma diferença no procedimento de instalação e design. Os detalhes de cada um dos equipamentos estão na parte interna com sistemas que funcionam de forma diferentes.

Assim, o detalhe que mais chama a atenção quando comparamos um ar condicionado inverter e um convencional é a capacidade de manter o ambiente na temperatura ideal sem grandes oscilações.

Isso acontece porque o inverter não possui o sistema de desligamento automático, tudo graças a um controle mais refinado de frequência de trabalho e velocidade de compressão do ar. Essas duas ferramentas do modelo inverter geram economia energética de até 60% em relação ao modelo convencional.

Ar condicionado inverter gera mais economia

E por que isso acontece? O ar-condicionado convencional trabalha com o sistema de desligamento automático quando o ambiente atinge a temperatura estabelecida. Isso gera uma oscilação intensa na temperatura do ambiente, ocasionando maior desgaste do compressor.

Pelo fato de sempre partir do zero para chegar à força necessária, isso faz com que o motor seja usado mais vezes gerando picos de energia a cada vez que o equipamento retoma seu funcionamento.

Baixo ruído no ambiente

Quando comparamos os dois sistemas, o ar condicionado inverter é mais silencioso, por não ter que reiniciar seu trabalho todas as vezes que a temperatura é alterada e, por permanecer em funcionamento, também gera menos desgaste das peças.

Vale ressaltar ainda que a tecnologia inverter utiliza um gás menos nocivo para a camada de ozônio, algo que torna seu uso ambientalmente responsável, algo que é sempre bom levar em consideração nos dias de hoje.

Pontos positivos do ar condicionado convencional

Mas então, onde estão os pontos positivos do ar-condicionado tradicional? Estão no custo de manutenção inferior e também no valor de compra que é um pouco mais baixo do que dos equipamentos inverter. Algo que pode pesar dependendo do valor que a família pode investir em um equipamento.

No entanto esses valores, quando diluídos no custo x benefício em médio e longo prazo, acabam desaparecendo, já que o ar condicionado inverter compensa seu preço mais alto com a economia de energia.

Como tomar uma boa decisão

Uma boa dica para tomar a melhor decisão é levar em conta o orçamento familiar e pesar os fatores que se encaixam à sua realidade, ou seja: Investir um pouco mais em um modelo inverter que irá render economia em médio prazo. Ou apostar no modelo convencional, um pouco mais barato, mas que terá essa economia diluída no decorrer do tempo.

No fim das contas, seja um ar condicionado inverter ou convencional, o que vale mesmo é fazer a melhor escolha levando em consideração o dia a dia da nossa casa, não é mesmo?

 

Curtiu as dicas? Então, para não perder nenhum dos nossos conteúdos basta assinar a newsletter e receber em primeira-mão direto no seu e-mail.

Topo